Translate

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Afinal, o que é ser FEMINISTA?

Quem ai sabe o que é FEMINISMO?


Para começar... vou falar um pouco sobre como EU conheci o feminismo...


Como todos sabem, eu estudo Relações Internacionais no Centro Universitário Belas Artes - estou indo para o oitavo semestre... vou me formar em dezembro/2016.

Quando eu estava no primeiro ano da faculdade, uma professora montou um grupo com a temática "Gênero e Relações Internacionais", o NAGRI
(Núcleo de Análise de Gênero nas Relações Internacionais)

Nesse primeiro momento, eu não fazia ideia do que se tratava... não me interessei e não participei do grupo de estudos.

Após algum tempo comecei a entender melhor o que era o feminismo e como ele é "escondido" de nós, mulheres.
 
 Nos vivemos em uma sociedade patriarcal, machista e sexista.  

"Ok ok ok Thais e dai?"

E dai que desde que nascemos somos inseridas no cenário machista.
E o que podemos pensar? 
Que é "normal", ou seja, está enraizado na SOCIEDADE a forma de opressão contra a mulher! Somos "induzidas" a seguir um padrão.....

Quer entender melhor?

Veja...




Aos poucos fui me aproximando do feminismo....
Vi como as lutas de classes estão alinhadas com o movimento!!
Como a militância luta para os direitos das mulheres!

"AAAH THAIS MAS DIREITO DE QUE? JÁ CONQUISTAMOS MUITAS COISAS!"

AAH é?

E aquelas empresas que não contratam mulheres por simplesmente poderem engravidar?
ou não terem direito para sentar em uma mesa de Diretoria? Afinal mulher não passa "confiança"
E a diferença salarial que EXISTE SIM e é comprovada por pesquisas?
E aguentar o medo de ser estuprada todos os dias?


E a humilhação de ouvir um "fiu-fiu" na rua? (E ainda falam, "aaah mas só foi um elogio")
E as mortes de todas as mulheres que acontece todos os dias? E a violência doméstica?
E o direito de não querer ter filhos? (OBS: Pois ser chamada "vai ficar pra titia" é muito desagradável! Afinal.. mulher nasceu para ter filho e cuidar do marido, né? NÃO!)




Abaixo segue um artigo da Carta Capital!

O que as feministas defendem?*





- Mulheres são pessoas. Portanto, merecem direitos iguais;
- Mulheres devem ganhar salários iguais aos dos homens no desempenho da mesma função;
- Mulheres não devem ser discriminadas no mercado de trabalho e suas oportunidades não devem ser limitadas aos papéis de gênero que a sociedade impõe sobre elas;
- Não é obrigação da mulher cuidar da casa, dos filhos e do marido. Os afazeres domésticos e cuidado com as crianças devem ser de igual responsabilidade para homens e mulheres;
- Nenhuma mulher é uma propriedade. Nenhum homem tem o direito de agredir fisicamente ou verbalmente uma mulher, ou ainda determinar o que ela pode ou não fazer;
- O corpo da mulher é de direito somente da mulher. A ela cabe viver a sua sexualidade como bem entender, decidir como vai dispor de seu corpo e da sua imagem, com quem ou como vai se relacionar;
- Qualquer ato sexual sem consentimento é estupro. Nenhum homem tem o direito de dispor sexualmente de uma mulher contra a vontade dela;
- Nunca é culpa da vítima;
- Assédio de rua é uma violência. A mulher tem o direito ao espaço público (e também ao transporte público) sem ser constrangida, humilhada, ameaçada e intimidada por assediadores;
- A representação da mulher na mídia não pode nos reduzir a estereótipos que nos desumanizam e ajudam a nos oprimir;
- Mulheres não são produtos. Não podem ser tratadas como mercadoria, isca para atrair homens, moeda de troca ou prêmio;
- A representação das mulheres deve contemplar toda a sua diversidade: somos negras, brancas, indígenas, transexuais, magras, gordas, heterossexuais, lésbicas, bi, com ou sem deficiências. Nenhuma de nós deve ser invisível na mídia, nas histórias e na cultura;
- A voz das mulheres precisa ser valorizada. A opinião das mulheres, suas vivências, ideias e histórias não podem ser descartadas ou consideradas menores pelo fato de serem mulheres;
- O espaço político também é um direito da mulher. Devemos ter direito ao voto, a sermos votadas, representadas politicamente e a termos nossas questões contempladas pelas leis e políticas públicas;
- Papéis de gênero são construções sociais e não verdades naturais e universais. Nenhum papel de gênero deve limitar as pessoas, homens ou mulheres, ou ainda permitir que um gênero sofra mais violência, seja mais discriminado, tenha menos direitos e considerado menos gente;
- Mulheres trans são mulheres e, portanto, são pessoas. Todas as pessoas merecem ter sua identidade respeitada;
- Se duas mulheres decidem viver juntas (ou dois homens), isso não é da conta de ninguém e o Estado deveria reconhecer legalmente essas uniões;
- Não existe tal coisa como “mulher de verdade”. Todas as mulheres são bem reais, independente de se encaixar em algum padrão;
- Mulheres não existem em função de embelezar o mundo. Muito menos em função da aprovação masculina;
- Amar o próprio corpo e se sentir bem com a própria aparência não deve depender dos padrões de branquitude e magreza que a sociedade racista e gordofóbica determinou como “beleza”;
- Mulher não “tem que” nada, se não quiser. Isso vale para ser “amável” ou falar palavrão, fazer sexo ou não fazer, se depilar ou não depilar, usar cabelo grande ou curto, "encontrar um homem” ou ficar solteira, sair com vários caras ou preferir mulheres, ter filhos ou não ter, gostar de maquiagem ou não (e por aí vai em todas as regras que cagam ou possam vir a cagar sobre nossas vidas).


*fonte: http://www.cartacapital.com.br/blogs/escritorio-feminista/o-que-as-feministas-defendem-3986.html


Dentro do feminismo há várias vertentes e várias maneiras que as manas podem "militar", inclusive, sem militância. Portanto, não julgue todas as "feministas" como iguais... feminismo é um movimento, e sendo um movimento.. há pessoas que se comportam de maneiras diferentes.

Há várias pautas feministas que guiam a luta de cada uma!

"Nossa Thais, que legal"

Será que eu sou feminista?


Eu adorei esse vídeo das Minas que Manjam, da uma olhadinha e depois me fala... ok?


"Duas provas de que você é feminista" com Carol Patrocínio - Minas que manjam #10*

 
*fonte: http://www.comum.vc/conteudo-aberto/2016/6/7/6-coisas-que-voce-confunde-com-feminismo-mas-nao-tem-nada-a-ver

 

 

fonte: http://grupocoresfemininas.blogspot.com.br/ 

 

 

RESISTA!



uma luta marcada NA PELE!


Um comentário :

  1. Oieee Camps tudo bem?? Amei o post, me identifico com vc no começo, sem saber ao certo o que é e como é. Tudo tem que ser muito bem estudado, mas com o video e seu post posso dizer q sou muito feminista. Não aceito "cantadas" idiotas em forma de "elogio" odeio o psiu, ja xinguei tontos na rua por achar um absurdo certos tratamentos, fico horrorizada quando vejo alguém agindo da mesma forma com outra mulher. Será q não percebem que é feio demais? E salário, reconhecimento no trabalho também é o ó. E em casa? Pq os 2 trabalham e serviço de casa fica só com a mulher? Pq q qdo pai cuida da criança os outros agem como se ele fosse o melhoe pai do mundo?? Só ta fazendo a obrigação.... kkkk

    É tanta coisa q ficaria do tamanho do post.


    Bjooo

    Bru

    ResponderExcluir